Reunião tem como pauta principal o atraso no pagamento do décimo terceiro salário referente ao ano de 2017; policiais e bombeiros cobram o Termo de Compromis - 11/08/2018

Policiais e Bombeiros Militares se reúnem em Assembleia Geral na próxima segunda

 A reunião tem como pauta principal o atraso no pagamento do décimo terceiro salário referente ao ano de 2017

Os policiais e bombeiros militares estaduais, oficiais e praças, estão convocados para Assembleia Geral Unificada que acontecerá nesta segunda-feira, 13, às 15h, no Clube Tiradentes, sede da Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais e Bombeiros Militares do RN (ASSPMBMRN). A reunião tem como pauta principal o atraso no pagamento do décimo terceiro salário referente ao ano de 2017.

Ainda em fevereiro, o Governo do RN anunciou que o décimo terceiro de 2017 seria pago de forma escalonada. Posteriormente, ficou decidido que a divisão ocorreria por faixa salarial até o mês de junho. Porém, os pagamentos não foram cumpridos na totalidade e não alcançaram os militares estaduais.

“Estamos cansados de promessas. Nesta Assembleia vamos discutir ações concretas para reivindicar nosso direito de receber o benefício”, ressalta a subtenente Márcia Carvalho, presidente em exercício da ASSPMBMRN. Além do pagamento do 13º salário, será discutido sobre os itens não efetivados do Termo de Compromisso firmado em janeiro deste ano.

Comente

Eleições 2018 - 11/08/2018

MACAU: WELLINGTON DA FARMÁCIA DECLARA APOIO AO CORONEL FERNANDES

O coronel Fernandes, candidato a Deputado Estadual segue recebendo apoio a sua candidatura.

 Desta vez foi o comerciante Wellington das Drogarias Timoneiros em Macau declarou apoio à candidatura do Coronel Fernandes.
 
 
 Wellington que já foi vítima várias vezes no seu comércio com a violência no tocante a assaltos a mão armada é mais um que conhece o trabalho realizado pelo coronel na polícia militar e sabe que quando eleito deputado ele vai continuar lutando pela segurança pública e pelo cidadão de bem que merece no mínimo trabalhar com segurança sem temer ser vítima da violência que assola o nosso estado.
É isso aí!
Por Leandro de Souza

Comente

Candidatos têm que mostrar desde desempenho em pesquisas até obediência em plenário - 11/08/2018

Até fidelidade do candidato é cobrada para verba de fundo partidário

Por Renan Truffi, Rafael Moraes Moura e Paulo Beraldo / Agência Estado

 

 Às vésperas do início da campanha eleitoral, a maioria dos partidos já definiu critérios para distribuição dos recursos do fundo eleitoral aos candidatos e incluiu nas regras desde desempenho em pesquisas até fidelidade partidária, dando mais ou menos verba para parlamentares que votaram de acordo com a orientação da legenda. Em documentação entregue ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) até ontem, todos reservam os 30% da cota para campanhas de mulheres, conforme determinado pelo tribunal.

Os critérios de distribuição definidos estão passando por avaliação do TSE e podem ser questionados pelo Ministério Público Eleitoral. Até agora, 12 das 35 siglas já tiveram o dinheiro liberado para a campanha, somando R$ 704 milhões do total de R$ 1,7 bilhão do fundo, formado por recursos públicos. O partido que receberá o maior valor será o MDB – R$ 230,9 milhões – seguido de PT, com R$ 212,2 milhões.

Nove partidos (Avante, PMB, PRB, PSB, PTB, PTC, Rede, PP, PROS) estão em fase de diligências, ou seja, resolvendo questões técnicas e formais, envolvendo a documentação.

Obediência em votações

Sob o comando do senador Ciro Nogueira, o PP é um dos casos inusitados – estabeleceu que os deputados que seguiram a orientação do partido em votações como o impeachment de Dilma Rousseff poderão receber bônus de 2,5% sobre o valor total a que têm direito. Quem discordou da legenda e votou contra o impeachment será “punido” com desconto de 15% sobre o que receberiam.

 

Obediência sobre Temer

Outro caso usado como critério será o das duas denúncias apresentadas pela Procuradoria-Geral da República contra o presidente Michel Temer. Parlamentares do PP que votaram pela aceitação do pedido de investigação terão menos verba do que os que seguiram a orientação da legenda e preservaram o mandato do emedebista.

A situação provocou uma insurgência no PP do Rio Grande do Sul. A direção do partido no Estado enviou carta à Executiva Nacional questionando os parâmetros. Isso porque três deputados federais gaúchos serão “punidos” por essas medidas e terão menos dinheiro para a reeleição: Afonso Hamm, Jerônimo Goergen e Covatti Filho

“Esse critério é um absurdo e não tem lógica. Não houve fechamento de questão em torno da denúncia contra o Temer. O único fechamento de questão do partido foi no impeachment de Dilma”, disse o presidente do PP gaúcho, Celso Bernardes. 

Comente

Ferramenta permite verificar evolução patrimonial de candid - 11/08/2018

Site traz patrimônio financeiro de políticos que disputaram eleições

Um site desenvolvido por alunos da Universidade Federal de Campina Grande vai mostrar o patrimônio financeiro dos políticos que disputaram as duas últimas eleições.

site Capital dos Candidatos permite que os eleitores comparem os rendimentos declarados à Justiça e verificar se estes candidatos ficaram mais ricos ao longo dos anos. A ferramenta também informa quem teve o maior salto ou queda patrimonial no período.

As informações dos candidatos que vão disputar as eleições de outubro só serão colocadas no site depois que as candidaturas forem registradas, o que acontece até o dia 15 de agosto.Fonte Agencia Brasil.

Resultado de imagem para fotos de aplicativos na tela do celular

Comente

Campanha é cara, e dinheiro lícito ficará com caciques partidários - 11/08/2018

Especialista descarta possibilidade de renovação política em outubro

Os resultados das eleições de outubropodem frustrar quem espera mudanças na política nacional. Partidos hegemônicos e políticos tradicionais tendem a se beneficiar de um sistema eleitoral que é pouco permeável à renovação, diz o economista e doutor em direito Bruno Carazza.

Autor do livro Dinheiro, Eleições e Poder, Carazza destaca que as campanhas são caras e que, como já ocorreu em outros pleitos, o financiamento contará com dinheiro ilegal de empresas – em esquemas já vistos nas investigações da Operação Lava Jato. Até mesmo o dinheiro lícito, disponível no fundo de assistência financeira aos partidos políticos e no fundo de financiamento eleitoral, será usado pelos dirigentes partidários para se reelegerem.

No livro, editado pela Companhia das Letras, o economista cruza dados sobre as doações eleitorais, obtidos em delações premiadas, com projetos, votações e atuação de parlamentares – muitos dos quais vão tentar a reeleição em outubro.Fonte Agencia Brasil.

Comente

Eleições 2018 - 11/08/2018

Deputado José Dias acusa TCE de fazer “militância política” contra Robinson

O deputado estadual José Dias (PSDB) criticou a decisão do Tribunal de Contas do Rio Grande do Norte de proibir o governador Robinson Faria (PSD) de contratar empréstimo junto a instituições financeiras dando como garantia royalties de petróleo e gás a serem recolhidos pelo Estado apenas em 2019.

De acordo com o parlamentar, a determinação demonstra que a Corte se transformou em um órgão de “militância política” contra o chefe do Executivo. “Os membros querem transformar a Corte em uma Corte política. Essa decisão é indevida e inepta. Sob o ponto de vista legal, não vale nada. O TCE é um simples órgão auxiliar da Assembleia Legislativa, mas se julga como poder. Por causa do nome de ‘tribunal’, se acha o dono do mundo”, afirmou Dias, em entrevista à 94 FM na quinta-feira, 9.

Segundo José Dias, o TCE tem usurpado suas competências ao agir para barrar ações do Poder Executivo, apesar de autorizações concedidas ao Governo pela Assembleia Legislativa. “Não entendo porque o TCE não se atém às suas competências constitucionais. Hoje, é um órgão auxiliar da Assembleia julgando se as leis da Assembleia são constitucionais ou não. Isso é um absurdo. Tenho certeza que o Tribunal de Justiça vai reparar esse absurdo”, complementou.

Ainda para o deputado, o Tribunal de Contas trava uma “guerra” com o governador Robinson Faria. “Estamos vivendo momentos difíceis e feios. Os tribunais sofrem influência política real e verdadeira”, finalizou.

Proposta pelo Governo do Estado, a antecipação dos royalties foi aprovada pela Assembleia Legislativa em junho deste ano. A intenção do Executivo era obter aproximadamente R$ 160 milhões, que seriam injetados no Fundo Previdenciário, para o pagamento de inativos.

AGORA RN




Comente

Eleições 2018 - 11/08/2018

Gleisi verbaliza determinação de Lula ao dizer que Haddad deve ir a debates

 Ao sair da PF nesta sexta (10) anunciando que o PT vai, a partir de agora, usar todos os instrumentos para colocar Fernando Haddad em debates e sabatinas no lugar de Lula, Gleisi Hoffmann verbalizou determinação passada pelo próprio ex-presidente ao longo de quase quatro horas de conversa. O petista atuou para conter ala que, para preservá-lo, queria esconder Haddad. Pragmático, disse que é hora de levar o bloco da campanha, com o ex-prefeito de SP e Manuela d’Ávila, às ruas.

A manutenção da unidade dentro do PT se tornou um desafio constante desde a prisão de Lula, em abril. O ex-presidente tem atuado de dentro da carceragem para dirimir as principais divergências da sigla. A posição de Haddad como vice provisório na chapa do petista é uma dessas questões.

Na esperança de que o STF ainda dê uma decisão favorável a Lula e o tire da prisão, o PT desistiu de fazer ato em frente à corte na quarta (15), quando levará a militância a marchar para registrar a candidatura do petista no Tribunal Superior Eleitoral.

Estadão Conteúdo




Comente

brasil - 11/08/2018

Câmara dos Deputados gasta R$ 563 mil para lavar carros oficiais

 A Câmara dos Deputados gasta mais de meio milhão de reais por ano para lavar 83 carros oficiais. Por mês, a limpeza de cada veículo custa R$ 538 aos cofres públicos. A frota atende 19 deputados com cargos de direção e de outros departamentos.

A firma mantém 11 funcionários, que se dedicam à tarefa. Até julho, o contrato com a Adjel Serviços era maior, de R$ 602 mil, mas um aditivo baixou o valor para R$ 563 mil. O negócio entre a Câmara e a empresa foi assinado em 2016, por um ano. Desde então, aditivos prorrogaram a vigência até 2019.

O valor do contrato baixou em julho porque a empresa dispensou um lavador de carro. Em média, um Lava Jato cobra R$ 30 em Brasília.

Além dos deputados federais com cargos de comando na Câmara, também têm direito a carro oficial dois servidores: o diretor-geral e o secretário-geral da Mesa. A Casa possui seis veículos próprios e 77 locados.

A assessoria de imprensa da Câmara informou que os veículos são usados, em sua maioria, para tarefas administrativas e que, até o momento, a contratada tem cumprido suas obrigações. Fonte Blog do BG.

Comente

Investimento para reforçar a penitenciária será de R$ 18.299.946,56 e a contratação da empresa será feita com dispensa de licitação - 11/08/2018

Estado investe R$ 18 milhões para construir mais dois pavilhões em Alcaçuz

 Obras para construções de novos pavilhões em Alcaçuz devem começar no fim de agosto

 O Governo do Rio Grande do Norte publicou, no Diário Oficial do Estado da última sexta-feira, 10, termo de dispensa de licitação (nº 028/2018), para contratação de uma empresa que tem a missão de construir dois novos pavilhões na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta.

O investimento do Estado para conclusão das obras será de R$ 18.299.946,56, e a empresa escolhida para realizá-las foi a MGA Construção e Incorporação Ltda. A dispensa de licitação foi reconhecida pela Comissão Permanente de Licitação da Secretaria de Infraestrutura, em razão da renovação, por mais 180 dias, do decreto de calamidade no sistema penitenciário potiguar, ocorrida em março deste ano.

As obras devem ser iniciadas até o fim deste mês de agosto. A previsão é que, com os dois novos pavilhões, mais 416 vagas sejam abertas na penitenciária – que já possui três pavilhões ativos, além do Presídio Rogério Coutinho Madruga (o Pavilhão 5). Atualmente, Alcaçuz comporta 2.624 detentos.

Comente

AUMENTO - 11/08/2018

Barroso diz que Congresso só deve dar aumento ao STF se houver verba

 

 O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso disse que seu voto, na sessão administrativa da Corte que aprovou a proposta de elevação dos salários dos próprios ministros em 16,38%, não foi no sentido “de dar aumento aos juízes”, mas de permitir que a categoria reivindique o aumento no Congresso Nacional. Ele disse também que o Congresso deve decidir conforme as disponibilidades financeiras do país, “e se não houver disponibilidade, não deve dar”.

“Meu voto foi pensando em que não se deveria impedir uma categoria de reivindicar, mas não foi um voto no sentido de que eu ache que deva dar aumento. Essa é uma discussão que tem de ser feita no Congresso. E o Congresso é que vai decidir se este é o caso, se cabe no Orçamento, e se há recurso”, disse, após participar de evento na capital paulista.

“Uma coisa é você autorizar que alguém vá reivindicar, a outra coisa é você conceder aumento. Meu voto foi: eu acho que os juízes têm o direito de postularem, como tem os policiais, como todas categorias que estão hoje no Congresso postulando aumento. Se o aumento deve ser dado ou não, é uma decisão política a ser tomada pelo Congresso de acordo com a disponibilidade do país, e se não houver disponibilidade, não deve dar”, acrescentou.

Na última quarta-feira, 8, por 7 votos a 4, os ministros do STF decidiram enviar ao Congresso Nacional proposta de aumento de 16% nos salários dos ministros da Corte para 2019. Atualmente o salário é de R$ 33,7 mil e passará para R$ 39,3 mil por mês, caso seja aprovado no Orçamento da União. Como o subsídio dos ministros é o valor máximo para pagamento de salários no serviço público, o reajuste provocaria efeito cascata nos vencimentos do funcionalismo.

Votaram a favor da proposta os ministros Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio, Luís Roberto Barroso, Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Luiz Fux e Alexandre de Moraes. A presidente da Corte, Cármen Lúcia, votou contra, assim como os ministros Rosa Weber, Edson Fachin e Celso de Mello. A decisão do Supremo já foi seguida, imediatamente, pelo Ministério Público Federal, que também incluiu o aumento na sua proposta orçamentária. Agora RN.

Comente

Municípios são Angicos; Caiçara do Rio dos Ventos; Fernando Pedrosa; Jardim de Angicos; Lajes; Pedra Preta; Pedro Avelino; Riachuelo e comunidades vizinhas - 11/08/2018

Manutenção na Armando Ribeiro para abastecimento a oito cidades

 Agência Nacional de Águas concluirá serviços de recuperação hidromecânica da barragem Armando Ribeiro Gonçalves

 A Agência Nacional de Águas (ANA) realizará a conclusão dos serviços de recuperação hidromecânica da barragem Armando Ribeiro Gonçalves (Assú). Assim haverá uma interrupção na liberação de água para o rio Açu e para o Canal Pataxó por um período de 36 horas. A parada terá início às 6h da terça-feira, 14.

Devido ao serviço será interrompido o abastecimento para as seguintes cidades: Angicos; Caiçara do Rio dos Ventos; Fernando Pedrosa; Jardim de Angicos; Lajes; Pedra Preta; Pedro Avelino; Riachuelo e comunidades vizinhas. A completa normalização do abastecimento deve ocorrer até o domingo, 19.

ASSÚ E MOSSORÓ

As cidades de Assú e Mossoró, durante este período, terão a captação de água na Barragem Armando Ribeiro ocorrendo através do Complexo Emergencial Jerônimo Rosado, que foi construído este ano. Já as cidades de Alto do Rodrigues, Carnaubais, Guamaré, Macau e Pendências terão o fornecimento através do Açude Mendubim.

Mesmo para as cidades que continuarão com o fornecimento de água, a recomendação é que utilize a água disponível de forma racional. Já que poderá ocorrer uma diminuição de vazão. Agora RN.

Comente

Executivo segue acompanhando as receitas para anunciar em breve a data de pagamento do décimo terceiro; 60% dos servidores já receberam o décimo terceiro de - 11/08/2018

Governo do RN cumpre calendário e paga 100% do funcionalismo em julho

 Governo do RN conseguiu cumprir seus compromissos com o funcionalismo

 O Governo do RN cumpriu todas as datas divulgadas do calendário de pagamentos da folha de julho, divulgado no último dia 25. Dia 31 de julho foram pagos os servidores da Educação, Detran, Ipern, Idema, Jucern, DEI e Arsep.

No dia 04 de agosto receberam os servidores da área de segurança: Sesed, Sejuc, PC, PM, CBM, Itep e policiais do GAC e da Vice-Gov (ativos, inativos e pensionistas PM e CBM).

No dia 07 de agosto receberam todos os servidores ativos da Saúde, independente da faixa salarial, e os servidores ativos e inativos das demais secretarias que recebem até R$ 4 mil. E nesta sexta, 10, receberam todos os demais servidores que ganham acima de R$ 4 mil, concluindo os 100% da folha.

A respeito do restante do décimo terceiro, o Governo segue acompanhando as receitas para anunciar em breve a data de pagamento – 60% dos servidores já receberam o décimo terceiro de 2017. No último dia 10 de julho receberam a antecipação de 40% do décimo terceiro de 2018 os servidores da Educação e dos órgãos da Administração Indireta com arrecadação própria.


Comente

E ainda: Nélter com Robinson e os irmãos Maia divididos - 11/08/2018

Contra decisão do partido, deputados tucanos apoiam Carlos Eduardo

 Pré-candidatos têm o dia 15 para registrar candidaturas

Os pré-candidatos homologados em convenção possuem até o dia 15 para registrar suas candidaturas. Nesse período, podem ser trocados candidatos a deputados, suplentes de senador e até vice-governador. Não há motivo para alarde se uma chapa ou outra não fez o registro completo. Depois do dia 16, começarão os julgamentos dos registros pela Justiça Eleitoral.

 

Os tucanos de Carlos Eduardo

Já apareceram em campanha ao lado do ex-prefeito Carlos Eduardo (PDT), os tucanos Raimundo Fernandes (PSDB), Tomba Farias (PSDB) e Gustavo Fernandes (PSDB). Na próxima semana, as deputadas Larissa Rosado (PSDB) e Márcia Maia (PSDB) deverão anunciar os apoios. No final das contas, cinco dos oito deputados do partido, são dissidentes da decisão do diretório estadual.

 

Nelter com Robinson Faria

O deputado estadual Nelter Queiroz (MDB) não seguirá o seu partido e apoiará a candidatura do governador Robinson Faria Faria (PSD). Robinson tem que se benzer para não pegar a zica de Nelter. Quando um candidato apoiado por ele venceu a eleição para o Governo o Brasil ainda era tetra. Ali é pé frio!!!
Irmão divididos

Em entrevista ao portalnoar.com, a senadora Zenaide Maia (PHS) comentou sobre os palanques opostos dos irmãos. Enquanto ela apoia a senadora Fátima, João Maia (PR) reforça o palanque do governador Robinson Faria (PSD).

 

Nina Souza critica decisão do TJ

A vereadora Nina Souza (PDT) não gostou nada da decisão do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte de fechar a Comarca da Zona Norte até o fim do ano. Segundo a parlamentar, a decisão é um retrocesso para o judiciário e pode ser revista. Portal noar.

Comente

Decisão foi criticada pela vereadora Nina Souza (PDT), que também é advogada ja que a instituição é o único fórum da zona Norte de Natal - 10/08/2018

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte irá desativar o Fórum Varella Barca

duodécimo

 O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN) irá desativar até o fim do ano o Fórum Varella Barca, o único da zona Norte de Natal. A decisão foi criticada pela vereadora Nina Souza (PDT), que também é advogada.

 “Essa medida representará um grande retrocesso para o Judiciário, dificultará as ações e o trabalho realizado a favor da população. Momento é de fazer um apelo para que esta decisão seja revista”, disse Nina Souza.

Todos os serviços atualmente prestados na unidade serão transferidos para o Complexo Judiciário, em Potilândia junto com os quatro Juizados Especiais e três Varas Criminais. No prédio do Varella Barca, irá funcionar um novo centro de solução de conflitos.


Comente

Recursos do acordo de empréstimo com o Banco Mundial, todas as escolas estão sendo construídas atendendo critérios técnicos de sustentabilidade, conforto t - 10/08/2018

Construção de novas escolas beneficiam quatro municípios do RN

 Novas unidades chegam para suprir necessidade de zona rural, comunidade indígena e assentamentos

 A realidade do ensino de São Gonçalo do Amarante, Ceará Mirim e João Câmara, deve mudar em breve com a conclusão das obras de novas escolas de Ensino Médio que irão atender às zonas rural, urbana, população indígena e assentados da reforma agrária. Em Natal, no Parque dos Coqueiros, um centro estadual de educação profissional fortalecerá a integração do Ensino Médio com a educação profissional. Quando inauguradas, as unidades de ensino terão capacidade para atender mais de 3 mil alunos do ensino médio.

Na Zona Rural de Ceará-Mirim a construção de uma escola estadual, localizada no Assentamento do Rosário, está com 36% dos serviços executados. A unidade representa o atendimento, por parte da gestão estadual, das demandas dos movimentos sociais por escolas em assentamentos e tem um custo de R$ 2,7 milhões. Ainda no município de Ceará Mirim, está em andamento a construção da nova escola estadual no loteamento Muriú. A obra encontra-se com 48% de sua totalidade concluída e representa um investimento de R$ 4,9 milhões. As duas unidades de ensino devem beneficiar 400 alunos por turno.

Para o integrante do MST, Lucenilson Ângelo, a construção da Escola do Rosário é uma conquista importante para o assentamento que já existe há mais de 20 anos no local. “Com essa escola as crianças e jovens não vão mais precisar se deslocar para ter acesso ao ensino e poderão ter uma educação de acordo com a realidade local e aproximada da produção agrícola. Sem falar no benefício da quadra de esportes, que hoje é inexistente na comunidade”, aponta o dirigente do movimento.

No município de João Câmara, é a Comunidade Indígena do Amarelão que será beneficiada com a construção de uma nova escola estadual, que deve atender cerca de 320 alunos por turno. Com 43% das obras concluídas, a escola está recebendo um investimento de R$ 4,7 milhões.

“As escolas de campo vão mudar a realidade dos jovens potiguares, que não precisarão deixar suas comunidades rurais para ter acesso a educação de qualidade. São escolas sustentáveis pensadas especialmente para atender esta demanda”, registra o secretário da Sethas e coordenador do projeto junto ao Banco Mundial, Vagner Araújo.

Já em São Gonçalo do Amarante, no bairro Plaza Garden, a construção de outra unidade de ensino estadual alcança 55% da obra concluída. A nova escola está localizada em um crescente bairro popular, onde existe demanda por vagas na rede de ensino. Com o investimento R$ 4,6 milhões, a escola contará com oito salas de aula, biblioteca, sala multimídia e multifuncional, quadra poliesportiva e laboratórios, atendendo cerca de 320 alunos por turno.

Comente

Valor total do orçamento do MPF para 2019 é de R$ 4,067 bilhões, quantia que engloba os R$ 101 milhões para salários dos procuradores - 10/08/2018

MPF aprova reajuste de 16,38% em salário de procuradores da República

 Ssalário de um procurador da República deve superar os R$ 33 mil

 O Conselho Superior do Ministério Público Federal (CSMPF) aprovou hoje (10), por unanimidade, o orçamento do MPF para o ano de 2019, incluindo reajuste de 16,38% para todos os procuradores da República, a exemplo do que fizeram os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) nesta semana em relação a seus próprios vencimentos.

O valor total do orçamento do MPF para 2019 é de R$ 4,067 bilhões, quantia que engloba os R$ 101 milhões a mais que devem passar a ser gastos com os salários dos procuradores da República. Caso o reajuste seja confirmado pelo Congresso, o salário de um procurador da República deve superar os R$ 33 mil.

Ao justificar a aprovação, os membros do CSMPF disseram que a Constituição prevê a paridade entre magistrados e membros do MP, que assim têm direito a reajuste com o mesmo percentual dos magistrados. “É um verdadeiro imperativo”, afirmou o subprocurador-geral da República Mario Bonsaglia.

Para absorver o reajuste, o órgão foi obrigado a remanejar 2,8% de seus gastos gerais para os gastos de pessoal. Com isso, 80,2% de todo o orçamento do MPF passa a ser destinado ao pagamento de salários. “Não é uma coisa que acontece agora, temos já um comprometimento com despesa de pessoal que é historicamente superior a 80%”, destacou o secretário-geral do MPU, Alexandre Camanho. “Não é uma aparição abrupta”, justificou.

Segundo a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, o MPF tem feito um esforço para reduzir gastos, como a utilização de ferramentas eletrônicas e audiências por videoconferências, que permitem a realocação de recursos. “O impacto no orçamento da União será zero”, afirmou ela.

O presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República, José Robalinho, elogiou a aprovação do reajuste dos subsídios. Ele pontuou que os remanejamentos feitos no orçamento permitem que o aumento de salário não onere o contribuinte. “Não se está buscando nenhum centavo do Executivo”, disse.

MPU

À tarde, deve ser aprovada a proposta orçamentária para todo o Ministério Público da União (MPU), que além do MPF engloba ainda o Ministério Público do Trabalho (MPT), o Ministério Público Militar (MPM) e o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT).

No caso do MPU, o valor total da previsão orçamentária é de R$ 6,244 bilhões, quantia que é 4,39% maior do que a do ano passado. O aumento equivale à inflação projetada para este ano, limite imposto pela Emenda Constitucional do Teto de Gastos (EM 95/2016). A proposta será votada no Conselho de Assessoramento Superior do MPU.

Levando-se em consideração todo o MPU, o impacto previsto do aumento de 16,38% nos subsídios de procuradores e promotores é de R$ 223,7 milhões.

Ainda no fim do dia, deve ser apresentada a proposta orçamentária dos ministérios públicos estaduais, a ser votada no Conselho Superior do Ministério Público. Todos os orçamentos serão encaminhados ao Ministério do Planejamento, que os incorpora à proposta que será encaminhada para votação no Congresso.

Comente

Depois de formados, os eletricistas passarão a fazer parte do “Banco de Talentos” da Cosern para possíveis oportunidades futuras de trabalho - 10/08/2018

Cosern abre seleção para curso gratuito de eletricista em Natal e Mossoró

 As inscrições serão abertas na próxima segunda-feira, 13

 A Cosern vai iniciar a seleção para curso gratuito de eletricista, com 60 vagas, que será ministrado de setembro a dezembro de 2018. Serão 30 vagas para Natal e outras 30 para Mossoró.

As inscrições serão abertas na próxima segunda-feira, 13, através do endereço eletrônico da concessionária de energia. (www.cosern.com.br)

Em Natal, as aulas teóricas e práticas do curso serão realizadas nas instalações do CTGÁS (Avenida Capitão Mor Gouveia, 2779, Lagoa Nova) e em Mossoró nas instalações do SENAI (parte teórica) e da Cosern Mossoró (prática).

Os candidatos à seleção precisam ter mais de 18 anos, Ensino Médio completo, CNH categoria B (desejável C) e formação em Eletricista de Instalações Residenciais, Prediais ou Industriais.

O prazo de inscrições para seleção, feitas exclusivamente no site da Cosern, encerra no dia 24 de agosto e o exame será realizado conforme local e horário a ser divulgado pela concessionária.

O Curso de Eletricista da Cosern terá aulas ministradas das 7h30 às 17h30, de segunda a sexta, com duração de 470 horas.

Depois de formados, os eletricistas passarão a fazer parte do “Banco de Talentos” da Cosern para possíveis oportunidades futuras de trabalho.

Serviço:

Seleção para o Curso de Eletricista da Escola de Eletricistas da Cosern

De 13 a 24 de agosto, exclusivamente no site da Cosern (www.cosern.com.br).

Pré-requisitos:

Maior de 18 anos;

Ensino Médio completo;

CNH do tipo B;

Certificado de Formação em Eletricista de Instalações Residenciais, Prediais ou Industriais.

Documentos necessários:

– Cédula de Identidade – RG;

– CPF;

– Título de Eleitor;

– Certificado de Reservista (para o sexo masculino);

– Comprovante de endereço atualizado;

– Comprovante de conclusão do Ensino Médio; e

– Carteira Nacional de Habilitação, no mínimo categoria “B”, válida.

Comente

Ação deflagrada pela Polícia Civil teve apoio da PM e do helicóptero da Secretaria de Segurança - 10/08/2018

Operação em Mãe Luíza termina com uma prisão

 A Operação Faros deflagrada desde a madrugada desta sexta-feira, 10, para combater o tráfico de drogas em Mãe Luíza, na zona leste de Natal, resultou em uma prisão. Everton Moura Evangelista, de 20 anos, foi o único detido na incursão no bairro onde teve origem a maior facção criminosa do estado, que se alimenta, principalmente, da comercialização de entorpecentes.

 Everton Moura Evangelista, de 20 anos, foi o único detido na incursão

 Everton Moura Evangelista, de 20 anos, foi o único detido na incursão

 Evangelista foi preso, justamente, por tráfico de drogas. A motocicleta em que ele estava foi apreendida sob suspeita de adulteração. No mais, a operação deflagrada pela 4ª Delegacia de Polícia Civil de Natal, com apoio da Polícia Militar e da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), que cedeu um helicóptero para sobrevoar a região, se resumiu a pequenas apreensões.

Nas casas apontadas pela Polícia Civil como de propriedade de suspeitos, maconha e cocaína foram apreendidas. Uma balança de precisão e anotações relacionadas ao tráfico de drogas também foram tomadas pelos policiais. No mais, foram recuperadas quatro munições, um facão, um coldre (objeto para acomodar arma ao corpo) e a quantia de R$ 621 fracionada em várias células.

Para o delegado da 4ª DP, Júlio Lima, as apreensões serão determinantes para as investigações em curso. “Todo o material que nossos policiais apreenderam servirão de base para instruir os procedimentos investigatórios que tramitam em nossa unidade”. Portal Noar.

Comente

Deputada federal diz que não é contra todas as privatizações e defende cotas em universidades e concursos públicos - 10/08/2018

“Eu sou de esquerda”, afirma Zenaide Maia

 Pré-candidata ao Senado, a deputada federal Zenaide Maia (PHS) relatou, em entrevista exclusiva ao portalnoar.com, suas divergências com o irmão, ex-deputado João Maia (PR), se declarou ideologicamente de esquerda, defendeu as cotas em universidades, afirmou que como senadora poderá fazer mais pelo Estado e ainda comentou outros temas.

 

Confira a entrevista na íntegra:

 

Por que disputar o mandato de senadora?

Porque no Senado eu vou poder fazer muito mais pelo Rio Grande do Norte. Temos uma proporcionalidade no Congresso Nacional de três senadores para cada Estado, enquanto na Câmara o número de deputados é diferenciado por cada Estado.  É uma forma de continuar defendendo as bandeiras que defendo na Câmara Federal.

 

Como a senhora avalia o seu mandato de deputada federal?

Primeiro, eu acho que quem avalia o mandato de um deputado é o eleitor.  Acredito que estou fazendo um bom trabalho e acho que, por isso, surgiu meu nome para o Senado. Eu não acordei e disse hoje vou ser candidata ao Senado. O meu mandato atual é propositivo, em defesa dos trabalhadores, do setor produtivo, votando contra PEC 241 conhecida como “PEC da morte”, votando a favor da democracia. Mas, quem avalia mandato mesmo é a população.

 

Durante seu mandato a senhora foi contra as investigações contra Dilma e a favor de afastar Temer? Não são dois pesos e suas medidas?

Não havia investigação contra Dilma. O que era pedido era o Impeachment dela por um argumento de pedalada fiscal. Temer tinha sim investigação de crime, corrupção e formação de quadrilha. Aliás, foi o primeiro presidente no cargo que era para ser investigado por crime comum. E tinha provas com áudios certificados pela Policia federal, que se seguiu com o encontro de mala de dinheiro. É diferente!

 

Seu irmão, João Maia (PR), vota na senhora, mas apoiará o governador Robinson Faria (PSD) à reeleição. Como é a relação de vocês e como farão campanha juntos?

João tem uma posição e outra coligação. Eu mudei de partido, porque o PR, em nível nacional, me suspendeu por um ano. João Maia tem suas coligações e opções políticas, e eu tenho as minhas. Minha coligação é com Fátima Bezerra. Eu tenho vida própria, como João tem a dele.

 

A senhora se considera de esquerda?

Se esquerda é defender o trabalhador e o povo brasileiro, sou sim de esquerda.

 

Qual a opinião da senhora sobre privatizações?

Tem alguns setores que podem privatizar. O que sou contra é privatizar o poder energético do país, privatizar a Embraer, que está relacionada com a soberania nacional, privatizar nossas empresas. E não é só privatizar, mas é simplesmente não investir e depois vender por baixos valores devido à desvalorização sofrida por falta de investimentos.

 

A senhora defende cotas para negros em universidades e concursos públicos?

Sim, sou a favor de cotas para negros em concurso público, como também cotas para deficientes. Muitos países já fizeram isso. Temos que ajudar os negros, porque negamos a liberdade a eles durante séculos, período que não tinham direitos e nem educação.

Comente

Deputado Ezequiel - 09/08/2018

Ezequiel Ferreira solicita benefícios para municípios do Mato Grande e Agreste

 Segurança, educação, pavimentação de estradas e saneamento básico são pontos constantes nas ações parlamentares do deputado e presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB) para atender às solicitações que chegam do interior do Estado. Recentemente esses benefícios, que vão proporcionar melhorias para a qualidade de vida da população dos municípios, foram solicitados para Touros, na região Mato Grande e Espírito Santo, na região Agreste.

 

“As nossas solicitações encaminhadas ao Governo do Estado quando forem atendidas irão contribuir para o desenvolvimento socioeconômico dos municípios, proporcionando melhor qualidade de vida para os habitantes das cidades beneficiadas”, destaca o deputado Ezequiel Ferreira.

 

Para o assentamento Zabelê, no município de Touros o deputado Ezequiel solicitou a construção de um posto policial militar. Ainda para aquele município do Mato Grande foram solicitadas reformas das escolas Isabel Barbosa Vieira e Tabelião Júlio Maria e estudo de viabilidade para a execução do saneamento básico e calçamento das ruas das comunidades Calcanhar e Portal.

 

Para o município Espírito Santo o deputado Ezequiel Ferreira requereu uma operação tapa buracos no trecho que liga a Avenida Aluísio Bezerra à rodovia RN-003 e a implantação do Projeto Ronda Cidadã.

Comente